Leitores do Mundo ao Meu Redor

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Preto no branco

Dance, cisne
Dance sua cor
Empurre os limites da própria natureza
sem saber onde chegar
Atravessaste
Pela arte, entregaste a alma
Transcendeste

4 comentários:

Ives disse...

A arte tem essa força, de fazer ir além, abraços

Daniel Savio disse...

Sobre o filme Cisne Negro?

E bonito...

Fique com Deus, menina Lili.
Um abraço.

Adriano Silva disse...

dizem que quando o cisne está sendo morto ele cria os mais doloros uivos agonizantes, daí o termo o canto do cisne, que na verdade seria isso... uma ave bela...lindo texo abraço

Ana Pontes disse...

Bonito, cada um tem o "preto" e o "branco" dentro de sim. Então, por que não transcender?
Gostei do seu blog, é bem interessante. Gostaria de visitar o meu? Eu ficaria bem honrada.
Beijos,
Ana Pontes
http://anapontes-pensamentosavulsos.blogspot.com/