Leitores do Mundo ao Meu Redor

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Mi gorda

Por muito tempo não falei da sua ausência.
Meus olhos ainda enchem de lágrimas gordas.

Saber que o tempo não volta.
E que saudade nem sempre se mata.

Novos momentos virão, riqueza.
Sempre é tempo de cada um dar o melhor de si.
E não falar do que passou.
Seguir.

4 comentários:

Tu gorda disse...

Novos tempos virao, riqueza =)
te amo!

Adriano Silva disse...

depois de ler o seu texto resolvi escrever o meu, com base no seu....''a menina que lê o mundo ao seu redor'', como fonte de inspiração.



bjo grande

O Antagonista disse...

É verdade. A saudade nem sempre se mata; às vezes, ela -- a saudade -- é que se torna tão imortal que acaba nos matando.

Valeu.

Daniel Savio disse...

Mas podemos guardar com carinho o que foi precioso para nós...

Fique com Deus, menina Lili.
Um abraço.