Leitores do Mundo ao Meu Redor

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

13.06.17

Minha mente é cheia.
Mesmo rodeada de silêncio,
mesmo com o corpo em movimento
Até quando paro e sinto o vento
Só pra mastigar o que não entendo.

Notas de menina

Só se pode perceber a necessidade do perdão no amor.

23.05.17

Nessa de me reencontrar
Me devolvo a mim mesma
Recolho meus cacos no chão
Reponho minhas certezas
Não entendo esse mundo
Que me parte em muitas
Preciso ser inteira
Preciso ser quem sou
No tanto que me sufocam
Parecem me encaixar em padrão
Eu assim desloco
Mais um pedaço meu no chão
Não segure minhas rimas
Elas têm seu próprio andar
Nada entendo de suas cismas
Só quero meu caminhar
E assim me liberto
Cada vez mais firmemente
Identifico o movimento
Só assim posso ir pra frente
Direção é o que importa
Mesmo me gritando 'velocidade'
Fique contigo e sua sugestão
Questão de seletividade
Posso ir até amanhã
Reinventando meu caminho
Tenho muito a dizer
Mesmo que seja sozinho

Notas de menina

Calçar seus sapatos por algum tempo
Sentir na pele o que te dói
Assim num movimento de reverência
Como se diminuísse o espaço entre nós
Em mim a transformação
Daquelas que esclarece a vista um dia embaçada
No peito a vontade de fortalecer
E apagar a lembrança de que fui enganada
Como se ensinassem mais o que não preciso aprender
Leio aquilo que não se diz
Recorto e reescrevo minhas dores, meus ais
Relato que sou mais um aprendiz
A vida e o tempo passam, eu sei
Memórias que ficam nem sempre leio outra vez
Não sei se caminho pra frente ou pra trás
Só sei que ficar parado é insensatez

Meu Livro

Imersa em defeitos me encontro
e me acho
Imperfeita e complexa...
Como se eu lesse um livro antigo
Empoeirado e meu


03.05.17

Caras da Menina

Tenho muitas caras e um só coração.

 Ter muitas caras não é ter várias personalidades. É ter várias emoções e permitir se expressar. O coração é um só, mesmo remendado, mesmo machucado, mesmo medicado.

Notas da menina

Prefiro narrações em primeira pessoa. É como se por alguns momentos a gente pudesse calçar outros sapatos e ver com olhos que não são nossos.

Versão da menina

Quando te colocam como o vilão da história você descobre que há sempre uma outra versão. E que a vida não se resume em quem foi o bom ou o ruim. Talvez se resuma em qual versão o leitor se identifica mais.

Família

Aqui se grita
Aqui se cobra
Aqui se ama...
Aqui se demora
Aqui se critica
Aqui se chora
Aqui se esquece
Aqui se mora

16.01.17

Quote

Uma boa conversa é sentir que se aproveitou o tempo mesmo sem ter sentido o tempo passar.

Lembrete

Nem sempre vão te perdoar, vire a página. Acontece que há momentos nos quais a vida perde. Fique você com sua versão. Eu sigo a minha história. Sem consertar nada nem ninguém. Mas, sobretudo, sigo inteira pois meus pedaços soube catar e nada vai me ensinar a viver de outro jeito que não seja o meu.

12.06.16

Amigos da Menina

Se você é meu amigo, eu não meço minhas palavras e você sempre as ouve. Com você não tem hora pra conversas de botequim ou filosóficas. Com você consigo chorar minhas mágoas e dividir minhas alegrias. Com você posso falar sem pensar. Parecer um bobo e me sentir idiota. Com você eu cresço e aprendo. As horas voam e o assunto não tem fim. Não sei de tudo sobre você, mas não importa. O que nos une é a inegável sintonia. O entender só em olhar. O completar a frase do outro. É um casamento de ideias e ideais. É rir das maiores bobagens. É não ter que explicar em que fase estou. Aliás, eu não ter que explicar nada. Porque amigo não precisa de explicações. Os amigos fazem pontes que te conectam contigo mesmo. Os amigos te mostram o melhor que há em você. Amigos se reconhecem. E reconhecer um amigo é conhecer um irmão.

07.12.16

Pedido de Menina

Vem pro texto, sentimento
Assim meu corpo fica mais leve
E minha mente descansa

06.12.16

Clichê de Mãe


Rapidamente esqueci tudo que vivia
Antes de ti achava que a vida conhecia
Aí vc chegou pra me dar a garantia...
Que antes de ti eu apenas existia
E agora enfim nessa fase de folia
Sei o que realmente é viver, minha guria

Agradecer sua vida é tão pouco
Não parece compreender esse amor tão louco
Você chegou há pouco tempo
E já não sei como eu existia antes de você
 

Notas de menina

A morte nos arranca do peito muito de nosso íntimo. Revela nossas fraquezas. Revela nossos medos. Revela nossos desejos. Ela nos lembra de quem e o que nós amamos. Lembra das saudades. Dos erros. A morte nos lembra da vida.

03.12.16